Are you a motorist? Visit enistation.com
 
Your business,
our energy.
eni oil products
News

Newsletter Eni Lubricants

01 Setembro 2019, 00:00

Newsletter Eni Lubricants


Objetivo estratégico principal para 2019-2022

 

O núcleo estratégico da Eni para 2019-2022 será integrar o nosso negócio na cadeia de valor ao mesmo tempo que se mantém um foco na eficiência e na implementação tecnológica

Estamos no processo de construção de uma empresa mais forte e integrada com novos motores de crescimento que farão da Eni uma empresa ainda mais resistente aos ciclos de preços.  A integração de negócio, combinada com uma rigorosa disciplina financeira e um compromisso firme com a digitalização e com a descarbonização abrirão novas oportunidades de crescimento que gerarão um valor adicional para os acionistas.

Saber mais

 

Eni Rolling AST 2, para a indústria do aço

 

A indústria do aço é um setor muito complexo e exigente, que requer uma alta fiabilidade para gerar produtos de alta qualidade. Como ocorre noutros casos da indústria pesada, os lubrificantes desempenham um papel chave em muitas áreas da fábrica, onde garantem um correto funcionamento do equipamento. E é por isso que se usam diferentes tipos de lubrificantes (óleos de laminação, óleos de circulação e óleos para engrenagens).
A Eni recomenda usar o óleo Eni Rolling AST para melhorar a produção de bobinas de aço inoxidável com acabamento espelhado, para assim obter uma excelente resposta do cliente.
Eni Rolling AST 2 é um óleo especialmente indicado para a laminação de aço inoxidável a frio em laminadores Sendzimir e mais especificamente para cumprir os requisitos dos acabamentos espelhados (BA) em chapas laminadas, que exigem superfícies altamentes refletoras sem mácula. A viscosidade foi definida com precisão para reduzir as perdas por volatilidade e garantir um bom efeito refrigerante, graças em parte à excelente capacidade hidratante que possibilita a presença de componentes polares. A sua equilibrada adesividade permite que se forme de uma maneira contínua uma camada lubrificante constante que assegura uma redução do coeficiente de fricção apropriada sem que se chegue a produzir deslizamento entre os cilindros e a chapa.
 

Eni anuncia a descoberta de um novo poço de petróleo macio no Bloco 15/06 no offshore de Angola

 

Depois das descobertas de Kalimba, Afoxé e Agogo, a descoberta de Ndungu, confirma o potencial da exploração que contêm as sequências geológicas mais profundas do bloco.
 
A Eni descobriu um novo poço de petróleo macio no bloco 15/06, no offshore profundo de Angola. O poço foi perfurado no âmbito da prospeção e exploração de Ndungu. É estimado que esta nova descoberta contenha 250 milhões de barris de petróleo macio com outras vantagens.
O poço Ndungu-1 NFW encontra-se a poucos quilómetros do “Hub” Oeste da Eni, e foi perfurado pela embarcação de perfuração Poseidon a uma profundidade de 1076 metros abaixo de água, alcançando uma profundidade total de 4050 metros. O Ndungu-1 NFW apresenta uma única coluna de 65 metros com 45 metros de óleo de grande qualidade (35ºAPI) economicamente viável, contidos em arenitos no oceano com excelentes propriedades petrofísicas. Os resultados da extensiva recompilação de dados indicam uma capacidade de produção que excede os 10.000 barris diários de crude. Ndungu é a primeira descoberta de petróleo significativo em Angola dentro de uma Zona de Desenvolvimento já existente. Com isto se demonstra a validez concreta da nova legislação, promovida segundo o Decreto Legislativo Presidencial 5/18, de 18 de Maio de 2018, que se define como um quadro legal favorável para as atividades de exploração adicionais dentro das Zonas de Desenvolvimento existentes.

Saber mais

  Back to top